quinta-feira, 15 de dezembro de 2016



Fazes no dia que nasce
A manhã mais bonita
A brisa fresca da tarde
A noite menos fria

Eu não sei se tu sabes
Mas fizeste o meu dia também

Esse bom dia que dás 
é outro dia que nasce
É acordar mais bonita
Trabalhar com vontade
É estar no dia com pica

É passar com a vida 
e desejar-te um bom dia também


Um bom dia para ti
Não que apenas passa não que pesa e castiga
Não que esqueças mais tarde
Mas o dia em que me digas


Ao ouvido baixinho 
ai tu fizeste o meu dia também tão bom também

Faz também o dia de alguém
Faz também o dia de alguém
Faz também o dia de alguém
Faz também o dia de alguém

Fazes no dia que nasce
A manhã mais bonita
A brisa fresca da tarde
A noite menos fria

Eu não sei se tu sabes
Mas fizeste o meu dia também

Um bom dia para ti
E para o estranho que passa
Para aquele que se esquiva
Para quem se embaraça 
e se cala na vida



Mesmo que não o diga
Ai tu fizeste o meu dia também tão bom também

Faz também o dia de alguém
Faz também o dia de alguém
Faz também o dia de alguém
Faz também o dia de alguém

Sem comentários: